Nas aulas de teoria

Um Sol nas bancas de revista de 1968

O sol nas bancas de revista
Me enche de alegria e preguiça
Quem lê tanta notícia
Eu vou
Por entre fotos e nomes
Os olhos cheios de cores
O peito cheio de amores vãos
Eu vou
Por que não, por que não…”

Alegria, alegria, de Caetano Veloso

Nos primeiros anos de ditadura militar, um jornal chamado Sol circulou contra o vento, por bancas e bancos do Rio de Janeiro. O jornal-escola marcou um período mesmo solar. Foi um espaço de experimentação, crítica, humor e trabalho, marcado pela vontade de uma mudança social profunda, mobilizada por estudantes, ligas camponesas e setores operários. Mas 1968 não parecia ser um ano disposto a atender expectativas democráticas. Antes do Ato Inconstitucional n. 5 que viria a ser sancionado em dezembro daquele ano, a morte do estudante Edson Luís e o ataque contra artistas que encenavam a peça Roda Vida no Teatro Ruth Escobar anunciaram também o endurecimento da censura, repressão e violência. 

Os artigos do Sol eram distribuídos em 4 blocos por página, para que o jornal pudesse ser dobrado e lido em partes, no transporte público ou nas esquinas da cidade. Nas páginas, aventuras do Capitão Sol, guia para o vestibular, militarização do ensino, FMI, Guerra do Vietnã, Che Guevara, Poder Jovem e moda hippie.

Na equipe de diagramadoras estiveram Mônica Barreto, Tetê Moraes, Analuce Estrella, Eva Paraguassú e Virginia Novaes. A publicação contou com o trabalho de tantas outras pessoas como Ana Arruda (editora chefe), Reynaldo Jardim (editor geral), Henfil, Ziraldo, Nelson Rodrigues, Ruy Castro, Gilberto Braga, Arnaldo Jabor, Carlos Heitor Cony, Zuenir Ventura, Chico Buarque, Antonio Amorim, José Ribamar Bessa, Sérgio Norman, Sérgio Lima e Silva, Luiz Carlos Sá, Celso Barata, Otto Carpeaux, Maria José Lourenço, Rosiska de Oliveira, Claudio Lysias, João da Silveira, Fernando Duarte, Ricardo Gontijo, Chico Dias e Vera Sastre.

O documentário que conta essa história é uma festa-filmagem chamada “O Sol”, de 2005, com direção de Tetê Moraes. Participam Caetano Veloso, Gilberto Gil, Ziraldo e muita gente que se deixou levar e embalou as ideias revolucionárias desse projeto.


FRANÇA, Ana Claudia C. V. de. Um Sol nas bancas de revista de 1968. Blog Modos de Ver, 2021. Acesso em: . Disponível em: <https://anafranca.com.br/um-sol-nas-bancas-de-revista-de-1968/>.


Publicado por Ana França

Sou professora no Departamento Acadêmico de Desenho Industrial (DADIN) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), no campo de Narrativas Visuais e Produção da Imagem. No doutorado pesquisei sobre mulheres no circuito de cinema em Curitiba, entre 1976 e 1989 (PPGTE/UTFPR). Dedico-me a projetos em narrativas visuais e investigações sobre mulheres no audiovisual, nos cruzamentos entre história, narrativa, literatura, texto e imagem.