O Brisa

A Lavanderia Angel’s

A lavanderia Angel’s fica na Rua 4, Novo México. Possui espelhos, uma máquina de coca-cola quebrada e cadeiras do tipo aeroporto, de plástico amarelo. A Angel’s é adesivada com orientações de uso, “não sobrecarregue as máquinas”, mas também orações, “concedei-me, senhor, serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar”, e lemas dos Alcoólicos Anônimos, “não pense e não beba”. Se noivas adolescentes levam para lavar na Angel’s toalhas, baby-dolls e calcinhas com os dias da semana estampados, mães viajantes carregam os tambores com colchonetes e cadeirinhas de bebês. É nesse cenário que a narradora Lucia, que atravessa a cidade para lavar as roupas, encontra Tony, um apache que costuma beber Jim Beam enquanto espera a lavagem ficar pronta. Íntimos desconhecidos, Lucia e Tony cruzam também com a sra. Armitage e o dono da lavanderia, Angel, quem espalha as mensagens do AA em letras fosforescentes.

“Lavandeira Angel's” é o conto do dia 24/07/2021 do Brisa - Clube de leitura de contos e outros textos breves. Para participar, inscreva-se por e-mail. 
Conto: Lavanderia Angel's, de Lucia Berlin.
Livro: Manual da Faxineira - Contos Escolhidos, de Lucia Berlin, 2005.
Autora: Lucia Berlin foi escritora e professora universitária (1936, Juneau, Alasca, EUA - 2004, Marina del Rey, Califórnia, EUA).


FRANÇA, Ana Claudia C. V. de. A Lavanderia Angel’s. Blog Plástico Bolha, 2021. Acesso em: . Disponível em: <https://anafranca.com.br/a-lavanderia-angels/>.


Publicado por Ana França

Sou professora no Departamento Acadêmico de Desenho Industrial (DADIN) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), no campo de Narrativas Visuais e Produção da Imagem. No doutorado pesquisei sobre mulheres no circuito de cinema em Curitiba, entre 1976 e 1989 (PPGTE/UTFPR). Dedico-me a projetos em narrativas visuais e investigações sobre mulheres no audiovisual, nos cruzamentos entre história, narrativa, literatura, texto e imagem.